• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • Eternit é condenada em dois processos pela contaminação de ex−trabalhadores por amianto
    • frigorifico
    • amianto
    • bannerMPT 1
    • bannerMPT 2
    • IMBRALIT fecha acordo de R$ 1 milhão com MPT e vai acompanhar saúde dos empregados expostos ao amianto por 30 anos
    • Relatório de Pesquisa: Perfil de Agravos à Saúde em Trabalhadores de Santa Catarina
    • Pelo banimento do Amianto
    • Campanha Banimento do Amianto em SC - Vídeo pulmão
    • Campanha Banimento Amianto em SC - Vídeo mapa

    Mediação no MPT discute o reajuste dos jornalistas em Santa Catarina

    Florianópolis - Representantes do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina (SJ-SC) e do Sinticato das Empresas de Jornais e Revistas do Estado de Santa Catarina (SINDIJOR-SC) participaram de uma reunião hoje na sede do Ministério Público do Trabalho, em Florianópolis, mediada pelo Procurador Regional do Trabalho Alexandre Medeiros da Fontoura Freitas. Em pauta, a Convenção Coletiva 2015/2016 da categoria.

     Imprimir 

    Santander fecha acordo de R$ 1,5 milhões com Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina

    Florianópolis - O Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT/SC) e o SANTANDER  S.A  fecharam acordo no valor de R$ 1.500.000,00 (hum milhão e quinhentos mil reais). A verba quita as multas  pelo descumprimento de sentença judicial favorável à Ação Civil Pública do MPT que condenou o banco a uma série de  normas para eliminar ou reduzir os riscos à saúde e segurança dos trabalhadores, especialmente durante o expediente bancário.

     Imprimir 

    Justiça determina afastamento da Diretoria do SITIALI e bloqueio de dinheiro e bens de ex-presidente, de sua esposa e de dois advogados

    Ministério Público do Trabalho ajuizou ações por fraude na gestão da entidade e violação a democracia sindical. Somente de janeiro a abril de 2016, foram desviados quase R$ 2 milhões


    Florianópolis - O Juiz Hélio Bastida Lopes, da 1ª Vara do Trabalho de Florianópolis, concedeu liminares favoráveis ao Ministério Público do Trabalho em Ações Civis Públicas ajuizadas contra Arlindo João Bertotti, ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação da Grande Florianópolis e sua esposa, Lucimar Conhaqui Bertotti, por fraude na gestão da entidade e violação a democracia sindical.

     Imprimir 

    • banner audin mpu
    • banner pcdlegal
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner transparencia
    • banner radio
    • banner trabalholegal
    • Portal de Direitos Coletivos